Quando parar de apostar

Tentar a sorte no bingo, jogar na loteria, ou na corrida de cavalos é sinal de que apostar é interessante para muitos.

Um passatempo interessante e divertido com chance de ganhar dinheiro, apostar seguramente transcende qualquer classe social, idade ou gênero.

A aposta online tornou apostar mais acessível ainda mais às pessoas, com a habilidade de aproveitar tudo desde apostas online, cassinos online e jogos de pôquer do conforto da sua casa.

Porém, não importa o quanto você esteja se divertindo jogando e apostando, é essencial conhecer seus limites – e saber quando parar.

Para alguns, apostar pode tornar-se um vício, logo; é essencial reconhecer os sinais de alerta. Aqui está um exemplo de quando dizer a si mesmo que é preciso para de apostar, e aonde buscar ajuda caso a situação tenha saído do controle.

Sinais de Vício no Jogo

Um dos maiores problemas pode ser a dificuldade em reconhecer que você tem um problema com o jogo até que a situação se torne incontrolável. Para muitas pessoas, os jogos de aposta são uma atividade social de prazer e sofrimento, ao mesmo tempo.

Isso significa que você pode não reconhecer quando seu hábito de apostar começou a ser um problema.

Se você não reconhece que pode ser ou está se tornando um viciado no jogo, logo, as coisas só tendem a ir de mal a pior.

Se você está no mundo das apostas, é saudável regularmente parar e avaliar se seu comportamento com o jogo está ou não saudável, ou se está se tornando ou se já é uma dependência.

Existem alguns sinais de alerta que você possa ter desenvolvido um vício, como:

  • Mentir sobre o montante de suas apostas aos seus amigos e família
  • Furtar ou pedir dinheiro emprestado para apostar
  • Criar dívidas em razão do jogo/apostas
  • Ter dificuldade em se concentrar no trabalho por causa dos planos de suas próximas apostas
  • Faltar o trabalho ou dar desculpas para evitar família e eventos sociais, porque você quer jogar e apostar
  • Priorizar o uso do seu dinheiro para o jogo do que para pagar suas contas.
  • Sentir-se culpado (a) após lançar uma aposta
  • Não ser mais capaz de parar ou reduzir o tanto que você aposta
  • Usar o jogo como uma “válvula de escape” de seus problemas
  • Tomar cada vez mais risco com suas apostas incessantemente
  • Sentir vertigem e adrenalina nas alturas toda vez que você aposta
  • Reviver suas experiências com o jogo (mesmo que na sua cabeça ou contando a outras pessoas)
  • Não conseguir pensar em mais nada além de apostar e jogar
  • Outras pessoas criticaram o tanto que você joga/aposta

Alguns desses sinais são mais graves do que outros na fase inicial do vício, porém, os sinais de que você tem um problema com o jogo podem ser mais sutis.

Sendo honesto (a) consigo mesmo (a), você saberá quando compreender que os jogos de apostas se tornaram um problema em sua vida.

Previna que um problema desses possa entrar em sua vida mudando seus hábitos.

Como Prevenir o Problema com o Jogo

Caso você saiba que você já teve problemas com o jogo no passado, ou esteja preocupado (a) que você possa desenvolver algum tipo de problema nesse sentido, prevenção é vital.

Estar seguro (a) de seus sentimentos e ações e tomar atitudes para evitar agir por impulso e apostar/jogar pode ajudar em superar uma situação como essa.

Qualquer pessoa pode se viciar em qualquer coisa, mas existem recomendações de prevenção, como:

  • Evite a tristeza: pesquisas sugerem que aqueles que mais sofrem de tristeza são quem têm mais dificuldade em lidar com períodos de sofrimento na vida. É nesse momento que a compulsão pelo jogo se torna mais forte.
  • Retome um hábito antigo: é comum aos apostadores compulsivos deixar de fazer algo que gostam, como hobbies e passatempos. Retomar a prática desses hobbies não apenas ajuda a combater a tristeza, mas ajudam a mitigar os riscos dessa nada saudável dessa situação.
  • Encontre formas alternativas de aliviar o estresse: É comum utilizar o jogo e outros vícios como beber ou fumar para lidar com períodos de muito stress na vida. Buscar outros meios de lidar com o stress podem ajudar-lhe a resistir contra a vontade de jogar/apostar. Exercícios físicos são uma excelente opção, pois eles consomem adrenalina, deixando a pessoa mais calma e mais propensa a descansar.
  • Identifique seus gatilhos: Todo mundo tem sua razão para apostar, e devem haver vários gatilhos diferentes para tal em diferentes pessoas. Esteja seguro (a) de qual o momento em que você está mais vulnerável e desenvolva estratégias para prevenir o relapso nesses momentos.
  • Concentre-se nas suas perdas: Quando se pensa em apostas, a maior parte das pessoas pensa no potencial de ganhos de dinheiro com essa atividade. Ao mudar seu mindset para o quanto você pode, eventualmente, perder com o jogo, e até mesmo para grandes perdas no passado, ajuda a tornar o jogo bem menos atrativo.
  • Passe mais tempo com pessoas que não gostam de apostar: Isso pode ajudar a mudar sua perspectiva e pode manter-lhe longe da tentação.

A questão mais crítica é aceitar o dano que o jogo pode ter causado em você e na sua vida e estar seguro (a) de que você não quer que este tipo de situação e comportamento retornem a sua vida.

Se você está um tanto indiferente sobre parar com o jogo, você terá uma dificuldade ainda maior em botar os pés no chão e centrar-se nos dias mais desafiadores.

Como Seguir em Frente

Não se trata de se culpar eternamente por erros do passado. Muitas pessoas tomam decisões erradas ou tomam comportamentos que não são saudáveis. A parte importante é dar um passo atrás, reconhecendo que o que precisa ser mudado e se comprometendo a tomar decisões melhores no futuro.

Pode ajudar muito escrever uma lista de quais são as consequências ruins que surgem do seu comportamento com o jogo. Também pode escrever sobre os potenciais problemas que poderiam lhe terem sido causados caso persistisse nesse comportamento.

Caso exista um dia em que sua vontade de jogar e apostar esteja latente e incômoda, fazer uma leitura nessa lista pode ajudar bastante a deixar esse desconforto de lado.

Estratégias Mentais Uteis

Superar o vício no jogo depende em ser capaz de controlar seus desejos e impulsos. Estratégias mentais que controlem os pensamentos e sentimentos associados ao jogo e a aposta podem ser benéficas em prevenir uma recaída.

A aceitação do problema é grande parte do “resistir” ao impulso de jogar. Quando se nega a si mesmo que existe um problema, é bem mais fácil cavar e “aumentar o tamanho do buraco e se jogar dentro dele” com todos os seus prejuízos.

Seja Honesto Consigo Mesmo

Ser honesto consigo mesmo e aceitar o fato de que existe um problema com jogo em você significa compreender o fato que mesmo uma única aposta pode levar a situações severas. Frear completamente o impulso de jogar e evitar todos os gatilhos para tal impulso vão ajudá-lo a superar seu vício com sucesso.

Alguns apostadores têm crenças supersticiosas, como apostar em um cavalo específico toda vez que ele tenha determinada palavra em seu nome.

Aceitar que não existe conexão entre superstições e sorte vai ajudá-lo a consolidar sua decisão de parar com o jogo. Coincidências e eventos aleatórios podem ocorrer, mas, isso não tem nada a ver com ser um sortudo ou predestinado!

É bastante útil lembrar-se que eventos do futuro não têm conexão com eventos do passado. Se você não ganhou antes, isso não aumenta suas chances de ganhar no futuro.

Cavalos que estão prestes a correr na pista de corrida não fazem ideia de que você ainda não apostou em um deles e que você vai observar quem “será” o vencedor para apostar novamente. Isso é uma lógica falsa e não tem base em fatos.

Se você sente uma vontade incontrolável de apostar, pode ser útil buscar na mente em que você estava pensando imediatamente antes. O que ativou o gatilho do jogo? Deprimido? Entediado? Ter capacidade de objetivamente rastrear seus processos de pensamento vai ajudá-lo a desenvolver as estratégias corretas para não baixar a guarda contra a tentação.

Onde Conseguir Ajuda

Muitos tipos de vícios vêm com um elemento forte de vergonha, o que pode afastar as pessoas em pedir ajuda. Da mesma forma que fumar, beber ou usar drogas, apostar é um vício para o qual existe ajuda imediata – tudo o que você precisa fazer é acioná-la.

Terapia cognitiva comportamental tem tido excelentes resultados para o tratamento do vício em jogo e pode ser oferecida em sessões em grupo ou em aconselhamento individual. Existem grupos de apoio ao vício em jogos que compreendem exatamente o que você está passando e estarão prontos para ajudá-lo na estrada para sua recuperação.

Se você não tem disponibilidade em comparecer a um centro local de atendimento, é possível ter atendimento telefônico ou online. Aonde quer que você esteja no mundo, muitos grupos de ajuda internacionais podem indicar o local de atendimento mais próximo de você, ou fornecer atendimento remoto e o suporte necessário.

Em muitos casos, o vício decorre de outras situações, como problemas financeiros, solidão ou depressão. Um grupo de ajuda pode ajudá-lo a receber um tratamento holístico para todas as suas questões, ao invés de tratar cada um individualmente

NÃO SEJA ESTATÍSTICA

Apostar pode ser completamente danoso ou divertido, mas é sempre importante estar vigilante aos sinais de que você pode estar desenvolvendo um problema.

Se você acha que está começando a apostar demais, você não precisa desistir de tudo. Faça uma pausa no jogo por um período e, quando retornar, garanta que você está jogando em menor frequência do que antes.

Se seu problema é mais grave, logo, é essencial ser honesto consigo mesmo sobre as dificuldades que você está experimentando. Apostar excessivamente e adquirir vício é um problema sério e que pode tornar-se um enorme pesadelo com consequências catastróficas se você permitir que ele cresça.

A boa notícia é que existem muitas opções de ajuda disponíveis e que podem evitar que você entre numa espiral negativa e no ciclo mais negativo do vício. Entretanto, cabe a você, e somente a você, ser honesto consigo mesmo e buscar ajuda se você notar que você está titubeando em manter um bom equilíbrio entre sua vida, seu dia-a-dia e o jogo.